Detran-MS e BPMTran fazem ação de rua especial para o Dia das Mulheres

Publicado dia: 7 de março de 2019


Ação irá reunir mulheres no trânsito. (Foto: Ilustração)

Agentes de Trânsito e de Educação para o Trânsito do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), da assessoria militar e policiais militares do Batalhão de Trânsito estarão reunidas em uma ação de rua especial para celebrar o Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março. A ação acontece na Av. Arquiteto do Rubens Gil de Camilo nas proximidades do Shopping Campo Grande.

Comandada por mulheres e com o objetivo de abordar mulheres ao volante, a ação tem o tema: Mulheres na Direção: Sua Beleza é Estar Segura. A intenção é orientar sobre o comportamento feminino e algumas práticas que podem resultar em acidentes, como por exemplo, a utilização de calçados adequados ou mesmo o simples ato de passar um batom utilizando o espelho retrovisor enquanto dirige.

“Nossa missão será apresentar o efetivo de mulheres que trabalham por um trânsito melhor em Campo Grande e desmistificar a ideia de que seja um trabalho para homens”, revela a coordenadora da operação e agente de trânsito, Cláudia Gomes. “Isso não existe mais há muito tempo e nós não estamos mais conquistando nosso espaço, nós temos nosso espaço garantido, basta buscar”, afirmou a agente.

Dados do Detran-MS revelam que em Mato Grosso do Sul há 417.619 mulheres habilitadas.  O diretor-presidente do Detran-MS, Luis Carlos da Rocha Lima, concorda que elas já conquistaram seu lugar no espaço, seja no ambiente familiar, onde são, em sua maioria, provedoras financeiras do lar ou mesmo no ambiente profissional, onde, com muita responsabilidade e autoridade, ocupam cargos extremamente importantes. “No trânsito, são extremamente cuidadosas, atentas e responsáveis”, concluiu.

A 1º tenente PM Graciele R Camolez Favaro e Menezes, do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, lembra que boa parte do efetivo é composto por mulheres. “São agentes de trânsito que se empenham em melhorar o trânsito de Campo Grande, exercendo funções com dedicação, competência e amor, sempre em prol de uma segurança pública mais humana e comunitária”, enfatizou a oficial. Para ela, hoje a mulher tem grande representatividade na condução de veículos, é responsável e atenta, contribuindo para a construção de um trânsito mais seguro.

História

Há relatos de que a primeira mulher a ter autorização para dirigir no Brasil teve sua CNH (Carteira Nacional de Habilitação) emitida em 1932. Segundo consta em alguns materiais históricos, no ano seguinte, Rosa Helena Schorling, de Vitória (ES) conquistou o direito de pilotar motocicletas. Ela também pode ter sido a primeira paraquedista e piloto de avião no País.

O desafio, no entanto, parece ter começado bem antes. A primeira mulher da história a dirigir um carro foi a alemã Berta Benz em 1885, esposa do fundador de uma montadora de carros alemã, a Mercedes-Benz.

Voltar