Detran reduz valor de contrato em 70% Detran reduz valor de contrato em 70%

Campo Grande (MS) – No ano de 2015 quando assumiu o Governo do Estado, o governador Reinaldo Azambuja, traçou diretrizes para as secretarias e autarquias. Estabelecendo através de pesquisa os indicadores que iriam nortear o novo modelo de gestão do seu governo.

Desde então o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS) passa por um processo de modernização, o que implica diretamente em uma administração baseada na ética, na legalidade e na transparência. Oferecendo ao usuário serviços mais modernos, mais rápidos e eficazes.

O Detran-MS é notadamente reconhecido nacionalmente pelo alto grau de informatização de seus processos, e também pela qualidade das soluções adotadas, muitas delas superiores e mais seguras que a maioria de outros Detrans do país.

Mantendo o nível de informatização e a readequação dos procedimentos, o Detran-MS reduziu o valor do contrato de prestação do serviço para guarda e recuperação de contratos de financiamento de veículos em aproximadamente 70%, o que representará uma economia de mais de 1 milhão/mês.

Na gestão passada o valor praticado para a execução do serviço era de R$133,90 por documento. Na atual gestão houve uma negociação e o valor caiu para R$103. Agora, após o encerramento do processo licitatório o valor a ser pago será de R$41,95 por documento.

 “Nosso trabalho é focado na redução de custos e prestação de serviços com qualidade. Após toda a polêmica envolvendo a licitação do Detran, hoje podemos provar que o modelo executado possibilitou a disputa entre as empresas gerando uma economia para os cofres públicos, todo o processo foi realizado com lisura, colocando o interesse público em primeiro lugar”, destaca Gerson Claro, diretor-presidente do Detran-MS.

Ressaltando que o valor do contrato será de R$6 milhões/ano, para a guarda de 12 mil contratos/mês, o valor é uma estimativa de gasto, não necessariamente será todo utilizado. Uma vez que, com a atual crise econômica está sendo executado em torno de 7.500 contratos por mês no estado de Mato Grosso do Sul, que equivale a aproximadamente R$314 mil/mês.