No dia do Motorista, Detran elenca atitudes para um trânsito mais gentil No dia do Motorista, Detran elenca atitudes para um trânsito mais gentil

Campo Grande (MS) – O Brasil comemora há 49 anos o Dia do Motorista, instituído por meio de decreto referência ao Dia de São Cristóvão, santo padroeiro dos condutores. Em todo o país, celebrações religiosas e ações educativas marcam a data. O dia serve também para refletir sobre os caminhos a serem percorridos para mais segurança e menos acidentes nas vias.

Para comemorar o dia do Motorista, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS) elencou algumas dicas para a construção de um trânsito mais seguro e gentil, confira:

Paciência – A paciência é o pilar da paz, seja no trânsito ou em qualquer espaço de convivência. Então, a consequência mais natural para obter um trânsito tranquilo é que nos equipemos com essa preciosa virtude.

Atenção – E a característica fundamental presente num bom motorista. Muitos ainda não perceberam o quanto é sério estar atento sob a direção de um veículo. A “boa” técnica de direção cria uma falsa sensação de controle e o que mais se vê por aí é gente distraída atrás dos volantes e dos guidons, causando espanto e acidentes.

Segurança – As preocupações diárias são tantas que muitas vezes esquecemos os princípios básicos de uma vivência tranquila. Por isso, o nosso compromisso é garantir a nossa segurança e a de todos os outros ao nosso redor.

Planejamento – Se colocarmos a atenção como elemento de prevenção imediata dos acidentes, o planejamento é um passo além: uma visão mais ampla e experiente das possibilidades que os caminhos lhe oferecem. Planejar é nada menos que um hábito para o motorista consciente.

Gentileza – Algumas atitudes que colocam a gentileza no trânsito em prática:

  • Aguardar a travessia de pedestres na faixa com calma;
  • Não fechar um cruzamento;
  • Dar passagem a outro motorista que está sinalizando a intenção de mudar de faixa;
  • Não gritar com os demais usuários do trânsito;
  • Pedir desculpas quando errar;
  • Relevar atitudes erradas dos outros;
  • Dar espaço e aguardar, sem pressionar, o motorista do veículo da frente estacionar;
  • Ter mais paciência com idosos e condutores sem experiência.