Nova Placa Mercosul começa a valer nesta segunda-feira em Mato Grosso do Sul

Publicado dia: 3 de fevereiro de 2020


Cumprindo exigências do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), a partir desta segunda-feira (3) o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) passa a valer-se do novo modelo de PIV (Placa de Identificação Veicular), conhecida como Placa Mercosul.

Em fase de teste, nesta sexta-feira, o Departamento emplacou dois veículos particulares e quatro oficiais da própria frota. O primeiro carro particular a receber o novo modelo, foi um Renault Kwid. Na ocasião, o militar Fábio Adriano Ribeiro procurou o Detran para emplacar o carro que comprou para a esposa, Adriana Vianna Ribeiro e acabou autorizando o primeiro emplacamento do Estado. Depois de se informar sobre a nova Placa, Fabio diz ter notado a segurança que o novo modelo apresenta com as informações todas no QR Code. O carro novo da Adriana, saiu um dia antes da concessionária.

Segundo a resolução 780 publicada pelo governo Federal em junho do ano passado, o objetivo da adoção deste novo modelo é padronizar e facilitar a identificação de veículos nos países vizinhos e garantir mais segurança contra falsificação e fraudes.

A autenticidade das novas placas poderá ser conferida pelos agentes de trânsito por meio de um sistema criado pela Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) de forma eficiente e ágil.

Quem precisa trocar?

Inicialmente, as substituições serão exigidas para veículos zero quilometro, transferência de propriedade com município ou unidade federativa distintos ou em caso de se constatar em vistoria, dano ou violação da placa. Também deverão ter as placas substituídas, veículos que tiverem mudança de categoria, furto, extravio ou roubo da placa, perda ou danos no lacre ou tarjeta. A troca também deverá ser feita caso haja a necessidade de instalação de segunda placa traseira de engates para reboques ou carroceria intercambiável. Além de todas essas situações, o proprietário pode optar pela troca.

De acordo com o representante da Comissão de Placas do Detran-MS, Arioldo Centurião Junior, uma das mudanças é a garantia de qualidade do material utilizado oferecida pelo próprio fabricante de cinco anos. “As placas anteriores tinham apenas seis meses de garantia e caso houvesse qualquer problema com pintura ou desgaste do material, fora do prazo, o proprietário teria de se responsabilizar e arcar com os custos de uma nova placa”, explica o servidor.

Ainda segundo ele, uma outra placa pode ser solicitada em qualquer Estado, caso haja extravio, o que não ocorria antes.

Estampadoras

Em Mato Grosso do Sul, há sete empresas credenciadas e disponíveis para o processo de estampagem das placas, o que deverá favorecer o livre comercio já que, cada empresa está aberta a negociar seus próprios valores diretamente com o proprietário.

No interior do Estado, haverá um prazo de 72 horas para que a empresa responsável pela placa e escolhida pelo proprietário, faça a entrega da mesma.

O credenciamento de novas empresas que possam oferecer o serviço segue em aberto e a listagem das empresas aptas a oferecer o serviço consta no site do Detran-MS pelo endereço http://www.detran.ms.gov.br/institucional/estampadoras-placa-mercosul/

Vivianne Nunes

Voltar